‘Não tem solução mágica para os atrasos de salários’

‘Não tem solução mágica para os atrasos de salários’

Fernando Pimentel diz que vai esclarecer a situação para o eleitor e culpa a crise

PUBLICADO EM 12/08/18 - 03h00

Bernardo Miranda

Após uma pré-campanha discreta, com poucas aparições públicas, o governador Fernando Pimentel (PT) participou neste sábado (11) de um evento aberto ao público. Ele esteve na festa de encerramento do Circuito Gastronômico de Favelas, no bairro Floresta, região Leste de Belo Horizonte. O petista conversou com participantes do evento e, em entrevista à imprensa, disse não temer a discussão sobre o parcelamento de salários na campanha. Ele ainda confirmou que o ex-presidente Lula será um dos trunfos de sua candidatura.

Ao ser questionado sobre o impacto do desgaste do atraso nos salários para sua tentativa de reeleição, Pimentel disse que vai esclarecer a situação para o eleitor e criticou quem apresenta “soluções mágicas” para o problema. “Essa questão, ela vai ser trabalhada como deve ser, falando com as pessoas com franqueza e verdade. Nós vamos ter uma campanha que boa parte dos candidatos, seja por falta de informação, seja por má-fé, vão querer vender soluções mágicas. Não tem solução mágica, nós estamos diante da maior crise econômica e institucional da história do Brasil”, disse o governador.

Pimentel disse que não é possível prever quando se encerrará o parcelamento dos salários e negou que os servidores inativos estejam recebendo um tratamento diferente de quem está na ativa. Ele disse que o fato de os aposentados receberem por último foi por uma decisão aleatória.

Fernando Pimentel também comentou que terá que conciliar os eventos de campanha com sua agenda de governador. “Vai ter que ser assim, no fim de semana, dias de semana à noite, no horário de almoço. Mas essa campanha é muito curta, então terá eventos pequenos, não terá nada de grandioso”, afirmou.

O petista confirmou que o objetivo é registrar o nome da chapa que encabeça como “Lula Livre”. Ele mostrou que fazer a ligação de sua candidatura ao ex-presidente será uma estratégia de campanha. O objetivo é aproveitar o bom desempenho de Lula nas pesquisas para a Presidência. “Minas só tem um candidato que tem o apoio do ex-presidente Lula. E esse candidato é esse aqui que está falando com você”, finalizou Pimentel.

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

Conheça a CPO

Siga no facebook

Siga no facebook
Clique

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Preso, Lula arrecada mais de meio milhão em vaquinha para campanha

Preso, Lula arrecada mais de meio milhão em vaquinha para campanha https://t.co/dyY0Uc71Rv https://t.co/7VwtIt8Sfe

Pesquisar este blog

Pages - Menu