Pré Candidata

Pré Candidata
Deputada Estadual

Pimentel diz que vai divulgar escala mas não garante pagar servidor na data


  

Publicidade

Pimentel diz que vai divulgar escala mas não garante pagar servidor na data

Segundo o governador de Minas, a exigência aos secretários é dar uma 'previsibilidade' para os servidores

EGElian Guimarães JCJuliana Cipriani

postado em 06/07/2018 12:17 / atualizado em 06/07/2018 12:35

 

O governador disse que o estado passa por grande dificuldade financeira(foto: Edésio Ferreira / EM / D.A.Press)

O governador Fernando Pimentel (PT) informou, na manhã desta sexta-feira (6), que a escala de pagamentos deste mês será informada aos servidores até o fim do dia. Mesmo assim, ressaltou que a data pode não ser cumprida, a exemplo do que vem ocorrendo nos últimos meses, quando o Executivo tem atrasado o depósito das parcelas.

“Minha principal exigência hoje aos secretários é que eles deem previsibilidade ao pagamento, ainda que o pagamento seja postergado, que seja um pouco depois daquilo que a gente gostaria, mas é importante o servidor saber o dia exato que vai receber”, disse. 

O governador ressaltou ainda que a dificuldade financeira do estado é grande. Não vamos ficar fazendo demagogia e anunciando aquilo que não podemos cumprir”, disse.

Atrasos

Nessa quinta-feira, o secretário de Planejamento e Gestão Helvécio Magalhães havia admitido ao Estado de Minas que os atrasos no pagamento vão continuar. Isso porque, segundo ele, os pagamentos estão sendo feitos com recursos correntes. De acordo com ele, se as empresas contribuintes não pagarem em dia, os salários do servidor também não são quitados na data correta. 

No mês passado, o governo de Minas atrasou o pagamento das três parcelas devidas aos servidores. A última delas, para quem recebe acima de R$ 6 mil, não foi paga até agora aos aposentados.

O governo parcela os salários desde fevereiro de 2016. Cerca de 75% dos 600 mil servidores que tem até R$ 3 mil de salário recebem em parcela única. A segunda parcela é devida a quem ganha entre R$ 3 mil e R$ 6 mil e a terceira para os contracheques superiores a isso.

Em junho, a primeira parcela precisou ser dividida. Em vez dos R$ 3 mil, o governo disponibilizou R$ 1,5 mil para parte dos servidores. 

No dia 13 de junho, para quando estava previsto o pagamento, apenas 47% do funcionalismo recebeu a primeira parcela. O restante foi quitado somente no dia 20.

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

Conheça a CPO

Siga no facebook

Siga no facebook
Clique

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Policiais civis de Lavras denunciam precariedade no sistema prisional da cidade

Policiais civis de Lavras denunciam precariedade no sistema prisional da cidade Presos não estão sendo transferidos para os presídios e agu...

Pesquisar este blog

Pages - Menu