O que a Tropa precisa? Primeiro: amadurecer

O que a Tropa precisa?
Primeiro: amadurecer.
Viemos de um sistema rígido, de opiniões tolhidas, direitos desrespeitados, liberdade vigiada, do apenas basta o "sim senhor" e o "não senhor" para evitarmos transtornos administrativos. Acomodamos. Pois bem, diante dessa evolução, ainda lenta, mas diária,  enfrentamos o que nos é novo e o que por anos nos causou somente antipatia. Primeiro votamos por obrigação. Depois votamos por obrigação e comoção. Depois deixamos a comoção e votamos por necessidade de termos representantes. E hoje? Votamos por obrigação, pela necessidade de representatividade e por sobrevivência. Ou seja, estamos retomando, pois estamos de certa forma, também, comovidos pelo sentimento de repressão, injustiça, voltamos a ser tolhidos e repreendidos. por dizermos a verdade. Salário parcelado, risco eminente de perdas e insegurança relativo ao nosso maior patrimônio conquistado: IPSM. Tantos os receios e insegurança. Creio eu, leiga que sou, que deixemos a RAZÃO, falar por sí. Aí teremos a consciência, pura, clara e plena, que o momento exige, não pede mudanças, renovação, gente disposta a pelo menos tentar nos manter, se não progredirmos, pois sabe-se que um não muda o mundo, mas pode incomodá-lo. Nessa retórica, ainda acho cedo arriscarmos já garantias de voto. O cenário muda a todo momento. Certa sim, que teremos excelentes nomes e de pessoas honradas e compromissadas como foram ou são nas fileiras. Até as candidaturas serem lançadas, ficaremos nessa incógnita, ou até mesmo diante das urnas. Apoiarei militares, isso é óbvio. Primeiramente aguardar quem de fato irá se candidatar, pois ainda acho imatura a certeza, pois como disse, tudo pode mudar,  a não ser dos que lá já estão, que irão tentar continuar.  Tenho nomes a defender? Claro. Todos temos. Mas prefiro, mesmo sabendo meus pretensos candidatos, a hora certa de apoiar, de batalharmos, de lutarmos contra a máquina que virá feroz. No mais, desculpem não opinar muito sobre o tema nesse momento. Acho propício, de minha parte, ainda aguardar. Não queimar cartucho antes. Aprendemos isso.
Boa sorte a todos! Deus nos ilumine.

Sgt Sônia Samora

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.
.

Conheça a CPO

Siga no facebook

Siga no facebook
Clique

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu