POLICIAIS MILITARES REALIZAM ATO EM PROL DOS EXCEDENTES DO CFS E SE REÚNEM COM REPRESENTANTES DA CLASSE EM BH

Excelentíssimo senhores representantes da classe Policial. Boa tarde. Venho por meio deste instrumento solicitar de vossa senhoria especial atenção para com os excedentes do CFS 2017 na comissão de segurança pública da assembleia legislativa de minas gerais. Ao todo somos 367 excedentes, 367 famílias e vidas que podem ser impactadas por um ato administrativo. Depois maneira ansiosa aguardamos o reconhecimento pelo nosso esforço com uma audiência pública por intermédio da nossa convocação. Contamos com vosso apoio, pois sei que ao nos convocar a nossa gloriosa instituição só tem a ganhar, haja vista que somos profissionais qualificados e aptos para o exercício de qualquer missão. Além disso senhor, cumpre ressaltar que a nossa convocação não irá onerar os cofres públicos e tal impacto só surtirá efeitos a partir de 2019. Assim sendo, em nome dos excedentes do cfs 2017 gostaria de solicitar de vossa senhoria especial atenção para a nossa causa. Nossa convocação representa prestígio da classe das praças, e acima de tudo, a valorização do público interno. Sei que o senhor tem nos ajudado, por isso peço que interceda por nós junto ao Comando geral e demais parlamentares e autoridades.
ATO DOS EXCEDENTES DO CFS/2017 NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ESTÁ SENDO UM SUCESSO
O ato dos excedentes do CFS/2018 na Assembleia Legislativa alcançou enorme repercussão e apoio perante os Deputados Estaduais na manhã desta quinta feira, 30 denovembro de 2017.
O ato foi respeitoso, disciplinado e apolítico, alcançando os 77 ( setenta e sete ) Deputados da casa legislativa. Primeiramente a comissão, acompanhada por diretores da ÁMEM, procurou os 3 ( três ) Deputados militares, Coronel Piccinini, Sgt Rodrigues e Cabo Júlio e depois partiram para rápido encontro com os demais parlamentares, em busca de apoio.
A Comissão não evitou qualquer parlamentar, mesmo os de oposição ao atual governo, tendo em vista que governos passam e a Instituição e família militar permanecem e nossa dignidade não está abaixo de interesses pessoais. O pleito dos militares é justo e representa economia para o Estado se pensarmos que não será necessário novo concurso no próximo ano, tão oneroso em termos de pessoal principalmente. Da mesma forma não haverá impacto financeiro imediato para o Estado em 2018, somente a partir de 2019, após as eleições de 2018.

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu