*O SUB COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS NÃO CUMPRE COM O PROMETIDO E PREJUDICA A VIDA DE TODOS OS NOVOS SARGENTOS FORMADOS NO CFS - 2017*

*O SUB COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS NÃO CUMPRE COM O PROMETIDO E PREJUDICA A VIDA DE TODOS OS NOVOS SARGENTOS FORMADOS NO CFS - 2017*

No início do ano de 2017 o Sub Cmt Geral da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais - Coronel André Leão foi pessoalmente conversar com os discentes do Curso de Formação de Sargentos 2017 e prometeu que atenderia todos os militares na escolha das regiões como primeira opção.

No discurso o Coronel afirmou que o policial militar voltaria pra região que escolhesse para acabar com a insatisfação da sua tropa e proporcionar melhor qualidade de vida aos policiais militares que viveriam próximos de suas famílias.

Em uma decisão descabida e sem dar nenhuma satisfação para os novos Sargentos o comando da instituição volta atrás na palavra e determina que os militares sejam designados conforme claro e classificação da nota de curso. Essa decisão irá prejudicar dezenas de militares e seus familiares que não irão conseguir retornar para próximo de suas casas. E essa notícia foi repassada aos futuros sargentos apenas um fim de semana antes da formatura, retirando qualquer possibilidade de planejamento. Com apenas dois dias todos esses militares terão que decidir o seu destino.

*Que momento nós vivemos hoje que não podemos confiar no Comando de uma Instituição tão importante como a Polícia Militar do Estado de Minas Gerais?*

Veja a mensagem que o Comando da Instituição enviou aos discentes do CFS - 2017 no início desse ano.
----------------------------------------
Prezados policiais militares,

Boa tarde!

Como parte de uma política de gestão de pessoas e valorização profissional, o Comando da Instituição está adotando uma série de medidas visando a atender aos pleitos de movimentação dos policiais militares para regiões onde haja claros.

Após estudo de impacto de efetivo e avaliação do SISMOV, o Comando decidiu atender à primeira opção (RPM) de classificação manifestada pelos formandos do CFS/2016, desde que a movimentação se dê por interesse próprio e, portanto, não gere pagamento de ajuda de custo.

No próximo ano, o procedimento deve ser idêntico. Até 2017, pretendemos efetivar todas as movimentações de Sargentos, Cabos e Soldados registradas no SISMOV. Para pedidos mais antigos, os interessados serão novamente consultados sobre o interesse na transferência. Os claros eventualmente restantes serão supridos com os soldados que concluirão o CFSd em 2018.

O propósito dessas medidas é “limpar” o SISMOV e compatibilizar os interesses dos militares com as necessidades institucionais, ratificando o compromisso do Comando com a valorização das pessoas e a promoção do bem-estar dos profissionais de segurança pública.🌶
Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu