Desabafo de um colega de turma do Curso de Formação de Oficiais.

Desabafo de um colega de turma do Curso de Formação de Oficiais.

É, meus amigos! Hoje meu dia será muito ruim! Estou revoltado e com muita dor e tristeza no meu coração! Não tinha nenhum conhecimento pessoal com esses militares de Pompéu, mas apesar disso, eu os conhecia profundamente. Sei a roupa que vestiam, o que pensavam como cidadãos e servidores públicos. Sei até que ainda não receberam seus salários! Conheço suas famílias e sei o quanto suas esposas, filhos e pais se orgulhavam deles e o quanto temiam por eles e, por isso, o quanto rezavam por eles. É muito triste! Não dá pra conter o choro! Mais um irmão que se foi. E pior! Ao que tudo indica, nem foi um confronto típico e possível na nossa profissão. Parece, ainda não sei, mas parece que foram simplesmente abatidos! Abatidos covardemente, como cordeiros no abatedouro.
Não sei o que fazer, além de chorar. Não sei, por que já estou do lado de cá da atividade há quase 10 anos. Mas de uma coisa eu tenho certeza! Os que ainda estão na ativa e, principalmente, os que dirigem essa Instituição não devem e não podem apenas chorar! Haverão de se indignar e tomar uma providência! Haverão de cobrar providências de todos os demais envolvidos externos: Executivo, Judiciário e principalmente, do Legislativo. Nossas leis não podem continuar protegendo bandidos. A solução caseira nós conhecemos. Soltem nossa tropa! O bandido não teme a lei. Já o sabemos há muito tempo. O bandido só teme a força de quem o confronta à altura. Enquanto só um lado estiver perdendo. Enquanto só de um lado estiver tombando, a luta continuará injusta. Não dá pra continuar assim! Não dá pra continuar recebendo pelas manhãs, com tanta frequência, noticias que mais um irmão tombou! Aí, virão aqueles outros a me dizer, pra justificar o injustificável, que a criminalidade recrudesceu e fazer Polícia não é mais como no meu tempo! E eu respondo. Disso eu sei! Só não sei porque não evoluímos à altura. Porquê não recrudescemos também à altura! Como está, eu não aguento mais! Como está, nossas famílias não aguentam mais!

Pra não dizerem que foi apenas um desabafo anônimo, meu nome é *Concesso Vitor Filho*, Coronel da Reserva da PMMG

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu