Responsável pela folha de pagamento do Estado, Fazenda faz confraternização de luxo

Jornal otempo de 25/11/17 

Responsável pela folha de pagamento do Estado, Fazenda faz confraternização de luxo

Foto enviada por servidor da SEF, que pediu anonimato, mostra setor vazio, nessa sexta-feira (24)

Enquanto o funcionalismo público estadual – ativo e inativo – padece com o atraso no pagamento dos salários, a noite dessa sexta-feira (24) foi de comemoração luxuosa entre os servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF). Um dia após receberem a segunda parcela dos salários – já pagas com um dia de atraso –, os funcionários do órgão participaram de uma confraternização em uma mansão na Pampulha, regada a uísque 12 anos, bufê e show da dupla sertaneja César Menotti e Fabiano, tudo liberado e sem custos para os servidores. A festa aconteceu na semana em que o Estado anunciou que não sabe como pagar o 13º salário do funcionalismo público. Nessa sexta-feira (24), no início da tarde, os servidores da Fazenda já haviam sido liberados do expediente para a confraternização, que começou às 18h.

A festa, segundo a assessoria de imprensa da Fazenda, foi patrocinada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais (Sindifisco), pelo Sindicato dos Servidores da Tributação, Fiscalização e Arrecadação de Minas (Sinffazfisco), pela Associação dos Funcionários Fiscais do Estado de Minas (Affemg), pela Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas (Coopsef) e pela Associação dos Exatores de Minas (Asseminas). O valor do evento não foi divulgado, mas só o cachê da dupla gira em torno de R$ 200 mil.

“Não há recursos públicos empregados na referida confraternização, que, tradicionalmente, acontece também em todas as regionais da SEF, sempre com o apoio das entidades listadas acima. No caso específico da confraternização organizada para os servidores da região metropolitana, o convite foi aberto a todos, limitado à lotação da casa”, esclareceu a secretaria em nota. Até o final da tarde dessa sexta-feira (24), parte do funcionalismo do Estado ainda não havia recebido a segundo parcela do provimento, que deveria ter sido depositada no dia 22, segundo cronograma divulgado pela Secretaria de Fazenda.

Um servidor fazendário ouvido pelo Aparte, que se recusou a participar da confraternização, opinou: “Num momento desses, em que o governo de Minas está completamente quebrado, não há clima para festejar”. Segundo ele, os funcionários da SEF já têm privilégios se comparados a outros servidores do Estado por receberem gratificações de, no mínimo, R$ 900 e vale-alimentação maior que o de outras secretarias. “Por administrar a folha de pagamento, todos os servidores fazendários receberam a segunda parcela do salário no dia 23. Há uma priorização do Estado com a categoria, já que auditores fiscais, responsáveis pela arrecadação estadual, ameaçaram uma greve há alguns meses”, conta.

O Aparte entrou em contato com as entidades que teriam patrocinado a festa, mas não obteve retorno. Nesta semana, o Sindifisco divulgou nota alegando “apreensão” das diversas categorias do governo em relação ao 13º salário. (Angélica Diniz)

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu