*DESGASTES: AUDITORIA É A SOLUÇÃO?*
Tenho lido notícias de eventuais desvios na gestão de algumas das nossas entidades de classe. Sem dúvida, se confirmadas, tratar-se-ão de fatos gravíssimos. Associações que só estariam servindo para dar troféus para “amigos” do governo e benesses para apaniguados; outras com supostos desvios de finalidade de suas verbas, e etc. Será que isso efetivamente está ocorrendo? Vivenciamos no País operações de tentativa de limpeza ética, moral e recuperação/contenção do dinheiro público desviado, a exemplo da " Lava Jato”. E, acredito, a maior parte da arrecadação dessas entidades é de nossas contribuições mensais, dinheiro suado dos associados. Nós, militares, somos e devemos continuar
a ser referenciais em conduta ilibada. As crianças e jovens nos veem assim. Nossos filhos, muito mais ainda. Não podemos perder essa credibilidade, devemos continuar a defender os valores cultuados por todos nós e, sobretudo, defendidos com a própria vida pelos nossos heróis do passado e do presente. As entidades representativas dos militares estaduais mineiros não podem, e não devem, continuar alvos, permanente, de ataques públicos. Essas entidades são “civis”, mas representam e são dirigidas por militares. Suas ações e de seus dirigentes repercutem intensamente, inclusive nos militares não associados. A família PM/BM não pode sofrer e tem que ser protegida. A solução passa por gestão moderna e transparente, inclusive utilizando-se de recursos “on line” de prestação detalhada de contas. Que se apure tudo e, se for o caso, pune-se com a urgência e transparência necessárias. E lembremo-nos: tem muitos querendo a nossa divisão, e outros querendo o domínio da gestão dessas entidades, com a intenção de garantir apoio ou minimizar rejeição nas eleições em 2018. Será que algum gestor, dessas entidades, tem receio em ser auditado?
*Coronel Machado*
Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Reajustes para as categorias do funcionalismo ficam proibidos

Pela lei sancionada pelo governador Fernando Pimentel, os reajustes para as categorias do funcionalismo ficam proibidos. O governador Fernan...

Pesquisar este blog

Pages - Menu