DEPUTADOS SÃO ALVO DE DENÚNCIA DE NEPOTISMO CRUZADO NAS REDES SOCIAIS

Circula pelas redes sociais uma denúncia de nepotismo cruzado contra os deputados Sargento Rodrigues (estadual) e Subtenente Gonzaga (federal), ambos do PDT de Minas Gerais. Segundo as informações, enviadas ao <CF82>Aparte</CF> por uma fonte, estaria havendo uma troca de cargos nos gabinetes dos parlamentares, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e na Câmara Federal, para favorecer parentes dos deputados mineiros. Segundo a fonte, um requerimento para investigação do caso já teria sido protocolado na Comissão de Ética da Assembleia de Minas.

O filho de Sargento Rodrigues, Lucas Gordiano Rodrigues, está lotado na Câmara dos Deputados no gabinete de Subtenente Gonzaga como secretário parlamentar no cargo em comissão SP 10, tendo sido nomeado no dia 5 de fevereiro de 2015. No mesmo gabinete também trabalha o irmão do deputado estadual, Jovanildo Rodrigues, no cargo em comissão SP 12. Já o sobrinho do deputado federal Lucas dos Santos Ribeiro Silva teria sido exonerado do cargo de secretário de gabinete de Sargento Rodrigues em 1º de fevereiro de 2015 e nomeado, no mesmo dia, como auxiliar de serviços de gabinete do parlamentar.

Procurado, Sargento Rodrigues negou que haja qualquer parente de Subtenente Gonzaga nomeado em seu gabinete, mas não negou ter filho e irmão lotados na Câmara trabalhando para seu correligionário. “Mais uma vez recebo outra mensagem, via grupos no WhatsApp, falseada por quem não tem a coragem de vir a público, em nome próprio, fazer enfrentamentos republicanos. A pérfida e nefasta vontade de denegrir a imagem e o nosso trabalho os fazem ser medíocres por demais. Nenhum parente, ainda que distante, do deputado Subtenente Gonzaga encontra-se nomeado no nosso gabinete”, respondeu.

Em conversa com a coluna, Rodrigues disse ainda que começou a ter a vida “vasculhada” por servidores ligados ao Comando Geral da Polícia Militar desde janeiro de 2016, quando expôs publicamente os prejuízos causados ao funcionalismo público pelo escalonamento dos salários. “Desde então, começaram a aparecer fotos da minha casa, denúncias infundadas e até ameaças de morte”, contou. Segundo ele, já foram protocolados sete requerimentos na Promotoria de Crimes Cibernéticos para investigar essas denúncias.

“Devo esclarecer que o autor dessa nova postagem já foi prontamente identificado por nós e, atualmente, encontra-se lotado muito próximo ao atual comandante geral Helbert Figueiró de Lourdes. A ele, restará ser notificado a vir apresentar suas razões de defesa na seara criminal”, informou sargento Rodrigues ao negar divulgar o nome do denunciante. “No máximo até segunda-feira entrarei com uma ação criminal na Justiça”, finalizou. Subtenente Gonzaga e o comandante geral da PM não foram encontrados pela coluna. (Angélica Diniz)

Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu