Imagem relacionadaMatheus foi preso em flagrante em 20 de dezembro do ano passado, durante confronto entre a polícia e traficantes do Complexo do Lins. Tinha em seu poder um rádio transmissor, 73 papelotes de maconha e 193 tubos plásticos com cocaína.
Seis meses depois, no último dia 1º de junho, sua prisão foi revogada porque o crime foi cometido “sem violência”.
Anteontem, Matheus atirou mais de 15 vezes contra o coronel PM Luiz Gustavo Teixeira, matando-o. O coronel tinha 48 anos e deixa mulher e dois filhos.
Há alguns anos, essa situação não teria ocorrido. A Lei n. 8.072/90 proibia que um traficante preso em flagrante fosse solto durante o processo.
Ocorre que, ao longo dos anos 2000, o STF, já com diversos integrantes nomeados pelo governo do PT, considerou que a proibição de liberdade provisória para quem fosse preso em flagrante por crimes hediondos (roubo com morte, estupro etc.) - e também por tráfico de drogas -violaria a “dignidade” do preso, e considerou a lei inconstitucional nesse aspecto.
O Congresso seguiu o caminho aberto pelo STF, mudou a lei, e o resultado é que hoje um traficante como Matheus pode ser solto mesmo após ter sido preso em flagrante durante um violento confronto entre a polícia e uma perigosíssima facção criminosa (da qual, obviamente, Matheus é integrante).
Essa liberalidade com o tráfico surgiu exatamente durante o período em que o país foi governado por um partido que é aliado das FARC, organização narcoterrorista que controlava o tráfico na Colômbia. PT e FARC eram oficialmente membros de uma organização de grupos de esquerda latino-americanos denominada Foro de São Paulo.
Há quem veja aí apenas uma coincidência. Já outros discordam.
Coincidência ou não, quem paga a conta da soltura do traficante Matheus são a esposa e os dois filhos do Coronel Luiz Gustavo.
Resta saber se o princípio da “dignidade da pessoa humana” também vale para eles.
Marcelo Rocha Monteiro
Procurador de Justiça
MPRJ
https://m.extra.globo.com/casos-de-policia/acusado-por-morte-de-coronel-foi-preso-no-ano-passado-estava-solto-ha-apenas-quatro-meses-22001900.html
(veja o link para a reportagem na área de comentários)
Compartilhar:
← Anterior Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Reajustes para as categorias do funcionalismo ficam proibidos

Pela lei sancionada pelo governador Fernando Pimentel, os reajustes para as categorias do funcionalismo ficam proibidos. O governador Fernan...

Pesquisar este blog

Pages - Menu