ESPERANÇA NO PAGAMENTO DO 13° SALÁRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

Compartilhar:

2 CIA TM / 34° BPM

🚨🦅 *2 CIA TM / 34° BPM* 🦅🚨

     
     - *ROUBO*
  
📍 Local: R VINTE E UM 86 CRUZEIRO DO SUL BETIM

Durante patrulhamento Tático  Móvel foi noticiado na rede de rádio a respeito de um roubo a veículo que teria acontecido na cidade de Betim, contudo, o veículo estaria sendo rastreado na rua Arpege BAIRRO Pindorama.
De imediato a TM 23285 deslocou até o local e localizou o referido veículo. Foi realizado alguns levantamos próximo ao local sendo possivel a localização de 2 dos autores. A vítima acompanhou a confecção da ocorrência e de pronto reconheceu ambos como participantes na ação criminosa. Foi possível qualificar o terceiro envolvido no roubo porém este não foi localizado.
Ressalta -se que o maior preso foi um dos autores no homicídio do CB Agenor TM 13 BPM.

✔ *Materiais

1 Veículo recuperado
1 Balança de precisão
1 Faca
2 Porções de maconha
1 balança de precisão
1 Capa de colete

👬 *1MAIOR PRESO E 1 MENOR APREENDIDO* :
➖ MATEUS DO CARMO CARVALHO ( 21 ANOS)

PAULO SÉRGIO DA SILVA SANTOS ( 17 anos)

FABIO HENRIQUE CIRINO DA SILVA ( NÃO FOI PRESO)

🚔 *CMD TÁTICO*
SGT PULGA
CB FELICIANO
CB JEFERSON

🚔 *TM 2323285*
SGT RAMON
CB MAGALHAES
CB CORDEIRO

🚔 *TM 23288*
  SGT GIOVANI
  SGT SOUZA
  CB MATOS
  CB CRISLEY

      
    

🚔 *Que em nosso peito não nos falte a coragem* 🚔

Compartilhar:

Hasta la vista, ASPRA


Compartilhar:

Essa Audiência Pública pode sair algo...assim espero.


Mas guerra avisada não mata soldado...se é que me entendem.

Acho que todos deveriam ir.

Gás e pimenta se torna perfume.

Sacaram?

Guerreira Sargento PM Sônia Samora
Compartilhar:

Amigos, irmãos e irmãs de arma e pensionistas

Amigos, irmãos e irmãs de arma e pensionistas, eu gostaria de tranqüilizar algumas pessoas, que estão desesperadas, pois nós do GMI, mostramos que podemos sim lutar pelos nossos interesses sem Politicagens , sem falsidades , chegou ao meu conhecimento que algumas pessoas estão se sentindo ameaçadas , dizendo que eu serei candidato a alguma coisa. Adianto a todos que NÃO tenho pretensões políticas e que sempre estive nas manifestações na capital desde 2002 e por não concordamos com algumas maneiras e comportamento de algumas lideranças, criamos o Grupo Mobilização Independente - UAI, podem ficar tranquilos não sou ameaça a vocês , mas façam uma avaliação do comportamento de vocês.                                        Cláudio Corrêa Sub Tenente Coordenador GMI-UAI.                                     Em tempo: Agora não é hora disto esqueçam um pouco a política, deixem para hora certa e foquem nos problemas de nossa categoria com este desgovernador.
Compartilhar:

LUTO PMMG

NOTA DE FALECIMENTO DO SARGENTO WARLEY JEAN - servia no CICOP

É com pesar que noticiamos o falecimento do Nr 126.166-8, 3º SGT WARLEY JEAN DO NASCIMENTO, lotado na Equipe E do CICOP.
O velório ocorrerá apartir das 08:30hs do dia 13Dez17 no Velório 8 do Cemitério do Bonfim
O Sepultamento será às 14:00hs no mesmo local.

"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá." (João 11:25-26)
Compartilhar:

Prazer, meu nome é otário

Não entendi a necessidade de invadir a Assembleia. Isso não é atitude de policiais. Essas associações além de agir tardiamente, ainda vem com umas estratégias que não vão surtir os efeitos esperados e ainda podem enrolar colegas e expor a classe policial a criticas desnecessárias. Ao invés de fomentar ações como greve branca, 100% na legalidade, piquete nos principais batalhões... vem com ações como invadir assembléia (pq assembléia?) os deputados tem o poder de colocar nosso salário em dia? Era melhor ter uma atitude como as entidades representativas dos magistrados que simplesmente ajuizou uma ação para a classe. Enfim, uma manifestação na sexta-feira, dia de pagamento (com todo mundo com dividas a quitar, preocupados com os juros), pra invadir? sei não!
Compartilhar:

Escala de pagamento


Compartilhar:

ORIENTAÇÃO AOS BENEFICIÁRIOS DO IPSM

É vedada a exigência de cheque – caução, nota promissora ou qualquer outro documento dos beneficiários do SISAU como forma de garantir o pagamento de despesas referentes ao seu atendimento, sob qualquer pretexto.

A cobrança, em caráter particular, de honorários, taxas, materiais e/ou medicamentos por prestadores de serviços da Rede Credenciada é considerada crime conforme Art. 135-A do Código Penal Brasileiro, e sua prática deve ser comunicada imediatamente ao IPSM através da nossa Central de Atendimento, no telefone (31) 3269-2116, pelo Fale Conosco ou por meio das Redes Sociais, para a adoção das providências cabíveis.

O IPSM como Autarquia Estadual busca sempre cultivar a harmonia no relacionamento com os credenciados, em prol de seus beneficiários. Caso seja necessário algum procedimento ou serviço que não esteja na tabela do SISAU, o prestador é orientado a procurar o IPSM para avaliação técnica ou revisão.

Entre em contato conosco:

Central de Atendimento ao Beneficiário: (31) 3269-2116
Site do IPSM: www.ipsm.mg.gov.br
Facebook: www.facebook.com/IpsmOficial
Instagram: www.instagram.com/ipsm.oficial
Whats App: (31) 98221-2355

Acesse aqui o ofício de orientação sobre a cobrança particular aos beneficiários IPSM/SISAU, enviado à Rede Credenciada.

Fonte: IPSM

Compartilhar:

O governo do Edtado admite pela primeira vez que não deve conseguir pagar esse ano o 13 do executivo

Compartilhar:

Oremos

Irmãos,

Nosso coração está ferido, mas fé permanece inabalável no Senhor Jesus.

Gugu está sendo alvo de setas espitituais terríveis.

Nós cremos que sairemos maiores depois desta tempestade.

*Gugu sentiu novamente dores nesta madrugada horas após ter tido alta e  foi internado de novo*

Continue nos ajudando em oração.

Julio e Fernanda
Compartilhar:

O DIA QUE A PM DE MINAS PAROU .... 97 NUNCA MAIS...


Compartilhar:

VEM SER MAIS FELIZ AINDA AQUI FORA

Pendurar o coturno é apenas um período que conquista para cuidar mais, para estar mais presente no seio da família, para estreitar laços de amizade que o tempo reduzido inviabilizou, para deixar de ser escravos do relógio; enfim, para seguir vivendo de forma desacelerada e fazer o que tiver vontade.

Desejo tudo de maravilhoso na sua vida e da sua família, parabenizo por sempre coloca-lá em primeiro lugar. Sempre vi o apoio e o carinho que sua esposa e filha tem com você. Conserva, pois nos dias de hoje é muito difícil ver uma família estruturada. Tenho o maior orgulho de ter conhecido você, sempre me tratou bem e com o maior respeito e consideração. Diferente até de quem viveu comigo por anos. um abraço. Renata
Compartilhar:

13° salário em outros Estados

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Compartilhar:

POIS É :  BASTOU UM PEQUENO GRUPO DE GUERREIROS VINDO DE JUIZ DE FORA E ABRAÇADOS PELOS COMPANHEIROS DA CAPITAL PARA QUE A RODA GIRASSE, POUCOS PORÉM ÚNICOS, HOJE FOI POSSÍVEL OBSERVAR A PREOCUPAÇÃO DO DESGOVERNADOR PILANTREL EM DAR SATISFAÇÃO DE  COMO ANDA AS NEGOCIAÇÕES A RESPEITO DO DÉCIMO TERCEIRO, IMAGINE SE FOSSEMOS MILHARES REUNIDOS NA DEFESA DOS NOSSOS DIREITOS, PROVAVELMENTE NÃO ESTARIAMOS  AMARGANDO TANTOS SOFRIMENTOS. AS VEZES NÃO PRECISA DE MULTIDÕES, BASTA APENAS A CORAGEM DE ALGUNS PARA QUE O BEM DE TODOS SEJA ALCANÇADO. BOA LUTA.   SGT ARAÚJO

Compartilhar:

*SUPERAÇÃO*

Resultado de imagem para desistir nunca

*SUPERAÇÃO*
Estivemos hoje na Assembléia Legislativa, em apoio aos irmãos de farda de Juiz de Fora. Agradeço a todos que participaram e, também, aqueles que nos enviaram mensagens no privado. São tantas que, confesso, não conseguirei respondê-las. O objetivo proposto para hoje foi alcançado. Enganam-se os que pensam o contrário. Quanto aos irmãos de farda que, por motivo especial individual, não se envolveram, saibam que os entendo. Mas, solicito que reflitam e superem os eventuais desconfortos que sentem devido às frustrações passadas. Sua participação direta, e até mesmo indireta, é de suma importância. Aos irmãos da ativa, imagino suas agruras na não participação presencial. Sabemos que podemos contar com vocês, mas sei que teremos que ter estratégia específica e eficiente, em face do cenário atual. Vocês sabem que vivenciei, na pele, a covardia desse governo. Como dizem, nosso adverso ou “inimigo” é outro. Querela pessoal ou segmentada, que envolva associações ou lideranças políticas, deve ser resolvida internamente ou com substituições no momento oportuno, como nas eleições (internas ou nacionais). Para o bem da classe e manutenção das nossas conquistas, não podemos aceitar que continuem nos dividindo. Visando a união de todos, devemos mediar os conflitos internos, em busca da superação de divergências e a composição do interesse maior dos militares estaduais.  Abraços,
*Coronel Machado*
Compartilhar:

PARABENS MINHA ETERNA PSICOLOGA TEN SELENE( AGORA CAP) PELA PROMOÇÃO... SAUDADES. A MAIS MERECIDA PROMOÇÃO NO OFICIALATO, A PESSOA QUE MAIS ME AJUDOU ATÉ HOJE, ETERNA GRATIDÃO

Resultado de imagem para TENENTE SELENE
Compartilhar:

"Ouço gritos, só não consigo ver de quem é. O COPOM no rádio pedindo prioridade, meu parceiro falando que fui baleado.

Resultado de imagem para militar ferido


"Ouço gritos, só não consigo ver de quem é. A COPOM no rádio pedindo prioridade, meu parceiro falando que fui baleado.
Coloco a mão por baixo do colete e sinto que a bala passou. A dor não é nada comparada a angustia da morte. A angustia de pensar que deixarei minha mulher e filhos sozinhas. Não posso deixar isso acontecer, não posso.
Ouço mais tiros, procuro a minha pistola, acho ela no chão da viatura, porém está sem munição. Minha mão está tremula, minha visão escurecendo, eu não consigo achar a munição.
Meu amor, hoje eu não irei te ver. Cuida dos nossos filhos. - Eu apago -
Acordo dentro da viatura, deitado do banco de trás, meu parceiro falando pra mim ser forte, mas está tudo dificil de entender. Entre tiros, barulho de pneus e sirenes eu fico mais confuso ainda.
Meu parceiro aperta a minha mão e diz pra mim aguentar firme.
Chego ao hospital, vejo as luzes passando enquanto me levam pra sala de cirurgias. Tento falar mas a vóz não sai, vejo policiais e médicos me levando as pressas.
Acordo no outro dia, olho pro lado a minha mulher e meus filhos e do outro lado o meu parceiro. Eu não morri, mas foi por pouco.Eu não reclamo, essa é a profissão que escolhi pra mim. Eu fui baleado mas os bandidos foram mortos, ou seja, cumprimos o nosso dever.
A paixão pela profissão fala mais alto na hora do QRU (ocorrência) e arriscamos nossas vidas todos os dias em prol do bem estar social.
E entramos nessa estrada mais uma vez !
Sargento Galesco
Compartilhar:
Resultado de imagem para politica e politicagem

Vivemos numa época
Que a política é controlada
Pela expectativa de reeleição
Vivemos numa época
Onde o projeto de poder
Vale mais que fazer a coisa certa
Vivemos numa época
Onde nada mais importa
Não importa se o país quebrar
Vivemos numa época
Onde ladrões nos governam
Banqueiros vivem a nos comandar
E trabalhamos apenas para consumir
Vivemos numa época
Onde os bandidos se reelegem
Pois por mais que o povo se inflame
No final, nas urnas, onde importa, tudo é perdoado
Compartilhar:

25 Cia Ind PM - PARA CONHECIMENTO

Ao fim da dispensa/licença, fica determinado sob pena de descumprimento de ordem, apresentar a sede do pelotão no horário de 08 às 17:30h  PARA O COMANDANTE.

* Conforme OS
Acesse a Intranet e leia o PA na íntegra
Compartilhar:

13° Salário servidores públicos MG

Hoje de manhã estive em Brasília com o objetivo de levantar recursos importantes para Minas Gerais. Com muito trabalho e cooperação, conseguimos levar à votação no Senado o projeto de lei que nos possibilita adiantar recursos tributários. Esses recursos são fundamentais para conseguirmos pagar o 13º salário dos servidores estaduais.
Semana que vem voltaremos a lutar por Minas Gerais, desta vez na Câmara dos Deputados. Apenas juntos, com diálogo e trabalho, conseguiremos superar essa terrível crise econômica que afeta o país.
Fernando Pimentel

http://www.itatiaia.com.br/audio?tipo=audio&id=19578

Compartilhar:

Senado aprova criação de fundo nacional para segurança pública

Pela proposta, os recursos para o fundo terão como origem impostos cobrados sobre indústrias de armas e empresas de segurança privada

Por Thiago Faria, do Estadão Conteúdo

12 dez 2017, 13h27

Brasília – O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira, 12, Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que institui o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública, que deverá ser destinado Estados invistam na remuneração e no aparelhamento das polícias. O texto ainda deve ser aprovado pela Câmara.

Pela proposta, os recursos para o fundo terão como origem impostos cobrados sobre indústrias de armas e empresas de segurança privada, além de outras dotações orçamentárias. O projeto não traz uma estimativa de qual seria o tamanho orçamentário do fundo.

Ainda segundo a proposta, a divisão do fundo entre os Estados será definida por lei complementar, levando em consideração critérios como indicadores de violência, porcentual dos alunos matriculados na educação básica em relação à população e o nível de aparelhamento e o quantitativo das forças de segurança pública de cada Estado.

Pela proposta, o fundo terá um Conselho Consultivo e de Acompanhamento, do qual participarão representantes da sociedade civil, nos termos da lei.

A fiscalização da aplicação dos recursos será feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e por órgãos de controle do governo federal.

Compartilhar:

Brava Guerreira de 97...Sgt Sonia Samora

Fizemos História a anos atrás. Está na hora de escrever mais um capítulo.
Mostrar que não estamos mortos e nem inertes. Estamos atentos e não aceitaremos a covardia que está acometendo aos nossos. A irrespondabilidade com que o governo mineiro, nos trata. Attentando contra aos nossos direitos e nossas conquistas.
Temos fama de guerreiros, de honrados. Nessas Minas Gerais, espelho para os irmãos de todo o Brasil, onde batalhas travadas e vitórias conquistadas, um filho de Minas não se cala. Ergue a voz.

Avantes!!!

Sgt Sônia Samora

Compartilhar:

Tira a bunda da cadeira. deixa de ser Herói do zap

CONVITE: VAMOS À LUTA

Hoje, terça-feira, dia 12/12, estarei à partir das 13 hs na Assembléia Legislativa, onde já se encontra um grupo de destemidos policiais militares, que lá montaram um bivaque. Lutam por todos nós, pela manutenção das nossas conquistas e, sobretudo, contra o descaso do governo mineiro, que nos submete à “tortura psicológica” e, a muitos, o próprio sustento e de familiares: ao retardar, em quase todo o período em que governa, o anúncio do pagamento; ao parcelar e atrasar o “salário”; ao postergar, com falácias, a data que  pagará o 13°; e por não repassar o desconto em nossa folha, inclusive para o IPSM. Ainda, ventila-se o pagamento dos “aposentados” em datas diferentes dos da ativa, proposta essa inaceitável. Exigimos respeito.
Ativa e veteranos, contamos com a sua presença.
Tentam nos dividir, mas vão nos unir.

Coronel Machado

Compartilhar:

Estado de saude do Gustavo. Filho do Deputado Cabo Júlio

Bom dia

O médico acabou de nos informar sobre o laudo da cintilografia. Graças a Deus deu normal.

O diagnóstico final feito entre o pediatra e o ortopedista foi de sinovite, algo como uma "gripe óssea" que é uma inflamação tratada com anti inflamatório.

Fizemos vários exames de sangue, raio X, ressonância e ao fim a cintilografia.

Ele será tratado em casa com o anti inflamatório até que a parte que causa dor (quadril) desinflame.

Graças a Deus todos os riscos de um mal maior que os médicos temiam foram superados.

Graças a Deus que todas as setas lançadas no mundo espiritual contra o Gugu foram desarmadas por uma batalhão de amigos que oraram nestes ultimos 3 dias de internação.

Obrigado a todos pelas orações e apoio. Acredito que daqui a pouco seremos liberados.

Com gratidão

*Cabo Julio e Fernanda*

Compartilhar:

"Eu" Policial de folga, observava atento quando o algoz se aproximara da pobre vítima...


O meliante sacou a arma e anunciou o roubo.
Logo que vi, meu tirocínio de policial me mandou agir, PORÉM, lembrei que não tenho apoio do órgão onde trabalho, não tenho carreira, sou chefiado por leigos e concurseiros, lembrei ainda  do Ministério Público, da Sociedade que me condena, da minha família que espera por mim, quando decidi NÃO agir.
A pobre mulher assustada nem tentou reagir ao assalto e sequer teve reação.
O bandido (vítima da sociedade opressora), sem motivos e mesmo em posse do bem, disparou contra a pobre mulher, tirando-lhe não somente a vida, como também os sonhos dela... A pobre coitada já caiu desfalecida, o ladrão levou sua moto, a vida e os sonhos daquela mulher...
Não reagi, liguei 190 "e passei a bomba para quem tava de serviço", afinal, é isso que o Estatuto determina que eu faça!
Fui para minha casa, fui recebido por minha esposa e filhos.
O Ministério Público não alegou que eu fui truculento ao reagir ao roubo praticado por uma "pobre vítima da sociedade que roubara para comer", a OAB não emitiu nota em meu desfavor, minha arma não ficou apreendida para perícia, não gastei minha munição (que custa 10 reais cada), a Comissão de Direitos Humanos não emitiu depoimento contra mim e a Mídia Lixo sequer noticiou a morte da pobre inocente vítima de latrocínio, pois isso não dá  Ibope, o que dá ibope é polícia matando "vítimas da sociedade" (Bandido). Eu estava lá, mas foi como se não estivesse.
O PROBLEMA SERÁ QUANDO TODO POLICIAL COMEÇAR A AGIR ASSIM.
Aí o caos se instaurará, e o mal causado pela escuridão fundamental verdadeiramente aparecerá !

Desabafo de um profissional que faz parte de uma Instituição que quando perto incomoda e quando longe faz muita falta:

O POLICIAL

Divulguem, é de graça!!! 👍

Compartilhar:

*MANIFESTANTES DO PSTU, PCO E PT ENTRAM EM CONFRONTO QUE PMS APOSENTADOS QUE MANIFESTAVAM NA ASSEMBLEIA*

http://www.policiapelaordem.com.br/2017/12/manifestantes-do-pstu-pco-e-pt-entram.html

*MANIFESTANTES DO PSTU, PCO E PT ENTRAM EM CONFRONTO QUE PMS APOSENTADOS QUE MANIFESTAVAM NA ASSEMBLEIA*

Compartilhar:

Saiam dessa porra de zap zap

Pessoal de BH tem que chegar pra dar cobertura.
Muita covardia dos PM, deixar os reformados sozinhos enfrentando os petistas
Manifestantes a mando do governo pra intimidar os reformados

Saiam dessa porra de zap zap

Compartilhar:

Compartilhar:

NÃO ASSINE TERMO NENHUM PARA SER ATENDIDO PELO IPSM

Os convênios hospitalares da PMMG agora estão fazendo com os pacientes que irão ser atendidos, assinem um termo dizendo que caso o convênio não cubra as despesas médicas, os valores da consulta serão por conta do paciente. Aonde nós chegamos. Isso aqui no Hospital Belo Horizonte. 👇🏻👇🏻👇🏻
[11/12 17:07] Renata Pimenta: [11/12 16:14] Cel Vinícius IPSM: Prezada, estou determinando a publicação de uma portaria a todos os conveniados sobre estas exigências. Não está autorizado fazer este tipo de "calção".
[11/12 16:20] Cel Vinícius IPSM: O Hospital não pode cobrar nada acima da nossa tabela. É se for necessário, tecnicamente, algo fora, o prestador deve solicitar ao IPSM, o qual fará a avaliação. Por outro lado, não podemos impedir que o Paciente pague diferença de material não específicado, sendo uma escolha do paciente.

Compartilhar:

Servidores Públicos massacrados e calados, até quando ?

Vamos parar todas as atividades do Estado para conscientizar a população da importância do nosso trabalho e alertar o governo que não vamos pagar a conta da má gestão e incompetência governamental.

O Servidor público não tem vez nesse governo que incha a maquina com recrutamento amplo para seus partidários, pessoas que não tem compromisso com a a carreira nem a instituição onde estão lotados, e nós o que faremos?

É hora de ir a luta! Ou vamos esperar dias piores para nós?

Diemerson Souza
Presidente
AMASP REPRESENTAÇÃO É COISA SÉRIA!

Compartilhar:

FAMÍLIA MILITAR NOS AJUDEM EM ORAÇÃO*


"Irmãos, peço que todos orem a favor do Gustavo
Ontem ele passou todo o dia no Pronto Socorro.
Fez raio X, exame de sangue e Ressonância magnetica.
Os médicos não acham o que ele tem. Ele sente fortes dores nas pernas e não anda.
Por favor nos ajudem em oração. Estamos agora novamente no Pronto Socorro.
*Julio e Fernanda*"

Compartilhar:

o Governo não anunciou NADA sobre o 13° hoje. Deve ficar para os 48 do segundo tempo...

Compartilhar:

Servidor vai ter que devolver salário recebido acima do teto

Ação do Tribunal de Contas exigirá o estorno aos cofres públicos de valores pagos acima do limite

PUBLICADO EM 11/12/17 - 03h00

Lucas Ragazzi e Luiza Muzzi

Agentes públicos que receberam salários acima do teto constitucional do funcionalismo desde novembro de 2015 terão que devolver os valores que ultrapassaram o limite previsto pela lei. A informação foi confirmada pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), conselheiro Cláudio Couto Terrão, em entrevista exclusiva à reportagem de O TEMPO. Segundo Terrão, o montante que deve ser retornado à administração pública é “expressivo” para os cofres do Estado, que, atualmente, vive em situação de calamidade pública por conta da crise nas finanças.

Os valores exatos a serem devolvidos só serão revelados em fevereiro de 2018, quando o tribunal disponibilizará todo o conteúdo de um cadastro dos agentes públicos do Estado que tem sido produzido desde abril deste ano. O levantamento, uma espécie de censo do funcionalismo público, aborda as remunerações de todos os agentes públicos de Minas e em todos os 853 municípios do Estado. “Tudo que é considerado agente público está dentro do censo. Entra governador, deputados, prefeitos, vereadores, desembargadores, promotores de Justiça, conselheiros, servidores de empresas estatais. É tudo mesmo. É um trabalho volumoso. A partir do número final, vamos determinar o corte do envio desses recursos e pedir a devolução dos valores”, esclarece Cláudio Terrão.

Cada montante a ser devolvido será repassado diretamente ao órgão de origem do pagamento. Isto é: o desembargador que recebeu acima do teto, por exemplo, deverá devolver a quantia recebida a mais para o tribunal responsável pela sua remuneração, enquanto um servidor municipal retornará os valores para a prefeitura onde trabalha.

Extraoficialmente, a expectativa de prefeituras de municípios de porte médio, como Juiz de Fora, na Zona da Mata, ou Nova Lima, na região metropolitana, é de que as quantias a serem devolvidas possam chegar a até R$ 500 milhões – um alívio e tanto para os cofres municipais, que também enfrentam situação delicada.

O TCE-MG já fez as captações de números municipais e agora aguarda informações de órgãos do governo estadual, como a Secretaria de Estado de Fazenda, para concluir o cruzamento de dados sobre os salários que foram pagos acima do teto nos últimos dois anos.

“Tudo será feito com cautela, até porque há questões que ainda não foram juridicamente esclarecidas, como, por exemplo, a questão o auxílio-moradia, que eu mesmo sou beneficiário. O Supremo Tribunal Federal (STF) entende que esse auxílio tem natureza de verba indenizatória e que é devido. Então, enquanto o Supremo não julgar essa questão, essa decisão está valendo e vamos considerar dessa forma também. Ou seja, não podemos cortar isso de ninguém”, argumenta o presidente da Corte. “Teremos cautela, mas sabemos da importância desse censo. Ele vai ter um impacto muito grande, vai gerar uma economia sensível de recursos para o Estado”.

Precedente. A medida deve seguir os moldes de uma ação já realizada na Casa. Em maio deste ano, o TCE-MG identificou que 43 servidores do próprio órgão – cerca de 2,5% do total de seus trabalhadores – vinham recebendo vencimentos acima do teto. Na época, a Corte também determinou a paralisação dos pagamentos e a devolução dos valores extras que, ao todo, somavam cerca de R$ 3 milhões.

Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, os servidores que foram identificados com salários acima do teto já estão devolvendo de forma parcelada os valores excedentes ao permitido. Conforme o TCE, o parcelamento é feito visto que os descontos, de acordo com o Estatuto dos Servidores do Estado, não podem ultrapassar, mensalmente, 20% do salário líquido de cada agente.

Data de referência

Retroativo. Segundo Cláudio Terrão, a data de “corte” para a devolução dos salários foi estabelecida como 18 de novembro de 2015 por conta de uma decisão do STF. “Do ponto de vista jurídico, a questão do teto ficou definida em uma sessão naquela data, quando deixaram claro que, a partir dali, ninguém poderia arguir boa fé pelo recebimento destes recursos. Então, tem que devolver”, explicou Terrão.

 

Conselheiro foi ‘menino de rua’

Empossado como presidente do Tribunal de Contas de Minas (TCE-MG) em fevereiro, Cláudio Couto Terrão possui biografia incomum para os conselheiros da entidade. Por ser um cargo que depende da indicação de políticos, a composição do colegiado da Corte é, historicamente, feita por ex-deputados ou lideranças ligadas ao mundo político.

Terrão, no entanto, tem história curiosa. Natural do Rio de Janeiro, ele foi abandonado pela mãe quando tinha 6 meses de idade. Aos 8, fugiu da casa do pai e da madrasta para viver nas ruas. “Meu pai era alcoólatra, e isso resultou em uma série de dificuldades e problemas familiares em casa. Essa situação fez com que eu saísse de casa. Encontrei na rua a liberdade que a criança, sem o seio familiar, vai buscar”, conta.

Terrão chegou a dormir na rua e, dois anos depois, passou a morar com uma tia, onde retornou para a escola. “Não foi fácil, até por carregar um passado como menino de rua. Era agressivo e bagunceiro”, revela. Aos 18 anos, ingressou em um concurso da Aeronáutica para servir como técnico de aeronaves: “Foi o concurso mais difícil da minha vida, considero como minha maior vitória”. De lá, seguiu carreiras na Receita Federal e, posteriormente, como técnico do TCE.

A carreira de Terrão no TCE mineiro, no entanto, não escapou das polêmicas. Em 2015, matéria de O TEMPO mostrou que ele, mesmo ausente por um ano da Corte para estudar fora, continuou recebendo salário de cerca de R$ 30 mil e diárias de US$ 400. Considerando a cotação média do período, o gasto para manter o conselheiro na Europa chegou a R$ 35 mil por mês, além do salário.

Compartilhar:

PARA QUE FAZER CHACOTA COM ATITUDES DE PMS?

Nos últimos dias , alguns Militares de Minas, estao sendo vítimas de “manifestações de ódio”, chacota e invasão de privacidade. Pasmem, vindas da própria corporação. Pois não tinha como sabermos de tais atos de não fossem divulgados pelos próprios Militares.

Qual a graça de expor o seu " irmão de farda"?
Expor fotos, vídeos, boletins de ocorrências , prints de mensagens do Whatsapp, fazer montagens. expor áudios. Porque não resolvem as questões internamente? Os comentários são de enlouquecer Militares e familiares, sim, eles tem família,  assim como você tem.

Se erraram, que sejam punidos, mas muitos não pensam duas vezes em expor o militar, divulgam seus dados pessoais, sua funcional, até enquete de "Policial do ano" foi criada.

Pra que hostilizar a pessoa? só quem passou por isso sabe o sofrimento psicológico que causa. Sejamos mais humanos e menos filhos da puta. Hoje foi hostiliza, ri, faz gracinha, compartilha, amanhã pode ser você.
seja menos canalha!

Aconselho aos PMs que printem as páginas, pois quem compartilha de outro, concorda, meta um processo em cada um para que sirva de exemplo.

Renata Pimenta

Compartilhar:

Briga entre casal de policiais militares termina com a mulher morta em SP

Uma briga entre um casal de policiais militares terminou com a mulher morta a tiros, na região do Ipiranga, zona sul de São Paulo, na noite deste domingo (10).

Por volta das 22h30, o casal de militares começou a discutir no interior da casa onde moravam na rua Gomes Nogueira.

O soldado da PM, que não teve o nome divulgado pela corporação, atirou na mulher e fugiu. Ela foi levada ao hospital de Heliópolis, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a PM, o soldado se entregou na manhã desta segunda-feira (11) em um batalhão.

Em 2016, 4.657 mulheres foram assassinadas, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Deste total, 533 casos foram classificados como feminicídio.

Via Whatsapp

Compartilhar:

"Prefiro combatê-lo urnas, ao vê-lo na cedeua". FHC

É inacreditável!

Quer dizer que uma eventual vitória eleitoral redimiria os ilícitos perpetrados pelo já condenado, Lula?

FHC vê nas urnas salvo-conduto para a prática de crimes.

O PSDB tenciona o que, afinal? A autofagia?

Que fala absurda e irresponsável. https://t.co/w31F9LgL8o

Compartilhar:

CFO PMES

Polícia Militar do Estado do Espírito Santo

ENCERRAMENTO

17/12/17

VAGAS

13

SALARIO

R$ 9,237.80

ESCOLARIDADE

superior

LOCAL

Espírito Santo

ESTADO

Espírito Santo

Compartilhar:

CFO PMMG 2018 - 120 VAGAS

Polícia Militar de Minas Gerais

ENCERRAMENTO

04/01/18

VAGAS

120

SALARIO

R$ 5,769.43

ESCOLARIDADE

superior

LOCAL

Minas Gerais

ESTADO

Minas Gerais

Compartilhar:

Concurso Bombeiros: últimos dias de inscrição

Samuel Peressin07/12/2017 - 9h17

Seguem abertas até 12 de dezembro as inscrições do processo seletivo do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul para o preenchimento de 600 vagas temporárias de salva-vidas em todo o Estado, entre janeiro e março de 2018. 

Os candidatos devem possuir ensino fundamental completo, idade entre 18 e 45 anos e altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,65m para homens. 

O salário é de R$ 2.000 durante a fase de treinamento e passa para R$ 4.000 a partir do início das atividades operacionais. Os contratados também receberão vale-refeição e auxílio-transporte, de acordo com o edital.

Os interessados podem se inscrever no concurso dos Bombeiros/RS gratuitamente por meio do site da Brigada Militar (www.brigadamilitar.rs.gov.br). 

Sobre as etapas do concurso para salva-vidas do Corpo de Bombeiros/RS

O processo seletivo envolverá duas fases: exames de saúde física, mental e de aptidão física, em 29 e 30 de dezembro, em Porto Alegre e Tramandaí; e capacitação técnica, de 18 de janeiro a 6 de fevereiro, em Tramandaí e Rio Grande. Esta etapa terá duração de 200 horas, sendo 120 de treinamento e 80 de estágio supervisionado.

Distribuição das vagas no concurso dos Bombeiros/RS

Do total de ofertas em disputa no concurso do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, 360 são para o litoral norte e 100 para o litoral sul em águas do mar. As demais vagas estão distribuídas entre águas internas do litoral norte (16), região metropolitana (30), capital (14), região sul (20), região central (16), Vale do Rio Pardo (14), Vale do Rio dos Sinos (16) e fronteira oeste (14).

A lista de municípios para atuação em águas do mar é composta por: Torres, Arroio do Sal, Capão da Canoa, Xangrilá, Imbé, Tramandaí, Cidreira, Balneário Pinhal, Palmares do Sul, Mostardas, Tavares, São José do Norte, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Para salvamento em águas internas, as cidades envolvidas no concurso dos Bombeiros/RS são: Porto Alegre, Taquara, Triunfo, Montenegro, Pelotas, São Lourenço, Santa Vitória, Arroio Grande, Nova Palma, Restinga Seca, Santa Maria, Jaguari, São Francisco de Assis. São Vicente do Sul, Lavras do Sul, Mata, Toropo. São Pedro do Sul, Cachoeira do Sul, Rio Pardo Vale Verde, Serafina Correa, General Câmara, Viamão, Arambaré, Tapes, Barra do Ribeiro, Cristal, São Jerônimo, Pinhal, Cidreira, Santo Antônio da Patrulha, Osório, Candiota, Dom Pedrito, Rosário do Sul, Cacequi, Santana do Livramento, Manoel Viana, Itaqui e Cruz Alta.

Compartilhar:

É INCOMPETENTE DEMAIS


Arnaldo Jabor

Militar é incompetente demais!!!
Militares, nunca mais!
Ainda bem que hoje tudo é diferente, temos um Pais sério, honesto e progressista. Cresce o grupo que não quer mais ver militares no poder, pelas razões abaixo.
Militar no poder, nunca mais. Só fizeram lambanças. Tiraram o cenário bucólico que havia na Via Dutra de uma só pista, que foi duplicada e recebeu melhorias; acabaram aí com as emoções das curvas mal construídas e os solavancos estimulantes provocados pelos buracos na pista.
Não satisfeitos, fizeram o mesmo com a rodovia Rio-Juiz de Fora.
Com a construção da ponte Rio-Niterói, acabaram com o sonho de crescimento da pequena Magé, cidade nos fundos da Baía de Guanabara, que era caminho obrigatório dos que iam de um lado ao outro e não queriam sofrer na espera da barcaça que levava meia dúzia de carros.
Criaram esse maldito do Proálcool, com o medo infundado de que o petróleo vai acabar um dia.
Para apressar logo o fim do chamado "ouro negro", deram um impulso gigantesco à Petrobras, que passou a extrair petróleo 10 vezes mais (de 75 mil barris diários, passou a produzir 750 mil); sem contar o fedor de bêbado que os carros passaram a ter com o uso do álcool.
Enfiaram o Brasil numa disputa estressante, levando-o da posição de 45ª economia do mundo para a posição de 8ª, trazendo com isso uma nociva onda de inveja mundial.
Tiraram o sossego da vida ociosa de 13 milhões de brasileiros, que, com a gigantesca oferta de emprego, ficaram sem a desculpa do "estou desempregado".
Em 1971, no governo militar, o Brasil alcançou a posição de segundo maior construtor de navios no mundo. Uma desgraça completa.
Com gigantesca oferta de empregos, baixaram consideravelmente os índices de roubos e assaltos. Sem aquela emoção de estar na iminência de sofrer um assalto, os nossos passeios perderem completamente a graça.
Alteraram profundamente a topografia do território brasileiro com a construção de hidrelétricas gigantescas (Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu), o que obrigou as nossas crianças a aprenderem sobre essas bobagens de nomes esquisitos...
O Brasil, que antes vivia o romantismo do jantar à luz de velas ou de lamparinas, teve que tolerar a instalação de milhares de torres de alta tensão espalhadas pelo seu território, para levar energia elétrica a quem nunca precisou disso.
Implementaram os metrôs de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza, deixando tudo pronto para atazanar a vida dos cidadãos e o trânsito nestas cidades.
Esses militares baniram do Brasil pessoas bem intencionadas, que queriam implantar aqui um regime político que fazia a felicidade dos russos, cubanos e chineses, em cujos países as pessoas se reuniam em fila nas ruas apenas para bater-papo, e ninguém pensava em sair a passeio para nenhum outro país.
Foram demasiadamente rigorosos com os simpatizantes daqueles regimes, só porque soltaram uma "bombinha de São João" no aeroporto de Guararapes, onde alguns inocentes morreram de susto apenas.
Os militares são muito estressados. Fazem tempestade em copo d'água só por causa de alguns assaltos a bancos, sequestros de diplomatas.... ninharias que qualquer delegado de polícia resolve.
Tiraram-nos o interesse pela Política, vez que os deputados e senadores daquela época não nos brindavam com esses deliciosos escândalos que fazem a alegria da gente hoje.
Os de hoje é que são bons e honestos. Cadê os Impostos de hoje, isto eles não fizeram!
Para piorar a coisa, ainda criaram o MOBRAL, que ensinou milhões a ler e escrever, aumentando mais ainda o poder desses empregados contra os seus patrões.
Nem o homem do campo escapou, porque criaram para ele o FUNRURAL, tirando do pobre coitado a doce preocupação que ele tinha com o seu futuro. Era tão bom imaginar-se velhinho, pedindo esmolas para sobreviver.
Outras desgraças criadas pelos militares: Trouxeram a TV a cores para as nossas casas, pelas mãos e burrice de um Oficial do Exército, formado pelo Instituto Militar de Engenharia, que inventou o sistema PAL-M. Criaram ainda a EMBRATEL; TELEBRÁS; ANGRA I e II; INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM.
Tudo isso e muito mais os militares fizeram em 22 anos de governo. Pensa!!!
Depois que entregaram o governo aos civis, estes, nos vinte anos seguintes, não fizeram nem 10% dos estragos que os militares fizeram.
Graças a Deus!!!
Ainda bem que os militares não continuaram no poder!!!
Tem muito mais coisas horrorosas que eles, os militares, criaram, mas o que está escrito acima é o bastante para dizermos: "Militar no poder, nunca mais!!!", exceto os domesticados.
Ainda bem que hoje estão assumindo o poder pessoas compromissadas com os interesses do Povo.
Militares jamais! Os políticos de hoje pensam apenas em ajudar as pessoas e foram injustamente prejudicadas quando enfrentavam os militares com armas às escondidas com bandeiras de socialismo.
Os países socialistas são exemplos a todos.
ALÉM DISSO, NENHUM DESSES MILITARES CONSEGUIU FICAR RICO.
Arnaldo Jabor.

Compartilhar:

Baleado em roubo em SP, soldado perdeu um terço do cérebro

Marcelo Godoy, em São Paulo 
do Estadão Conteúdo

Marcelo Godoy, em São Paulo
do Estadão Conteúdo 10/12/2017 - 10h45

 Ouvir

 

0:00

O soldado Wagner Renato dos Santos viu o casal surgir do nada. Ainda tentou fechar a porta do carro, mas o homem já estava ao seu lado. "Aí, boy, se você tentar ir embora, a gente vai arrebentar você na bala." Era domingo, 5 de fevereiro de 2007. Instantes depois parou o Uno. Havia mais quatro bandidos. Fizeram uma meia-lua em torno de Santos. "Dá o dinheiro, dá o dinheiro", gritavam. "Não tenho", respondeu o soldado. "Tem que eu 'tô' ligado. Se eu revistar você e achar, eu vou te matar", disse um dos ladrões.

A cada dois dias, sete policiais feridos são afastados do trabalho no Estado de SP

Santos apanhou a chave do carro e os R$ 400 em um bolso. Entregou tudo com a carteira, os papéis do carro e documentos pessoais, como a identificação funcional. "Tem mais que eu sei. Põe a mão na cabeça, senão eu vou te arrebentar." Santos obedeceu, enquanto três dos bandidos voltavam para o Uno e outros entravam em seu carro. O ladrão apalpou, apalpou e só parou quando um dos comparsas chamou: "Ô, Joe, tira a mão do cara, deixa ele em paz, ele já deu tudo o que tem. 'Vamo' embora". No carro, um dos assaltantes vasculhou a carteira. "Fica a pé aí seu vacilão, seu otário", gritou a mulher do grupo. Foi quando acharam o documento de PM de Santos.

O desfecho foi rápido. "Ele é polícia!" E o primeiro disparo acertou a cabeça da vítima. O soldado caiu, sacou, revidou e com a perna tentou impedir os bandidos de abrirem a porta do carro. Choveu bala de todo lado. Sem perceber que fora atingido, o soldado atravessou a rua atrás de socorro. Os bandidos fugiram.

Alguns metros adiante, um homem apareceu em um portão. "Senhor, em nome de Jesus, chama a polícia para mim, sou policial." O homem respondeu: "Calma, filho, minha mulher já foi chamar a polícia, calma que você tomou quatro, cinco tiros na cabeça." Santos não acreditou e se olhou no retrovisor de um carro.

"Meu cérebro estava saindo para fora. Sentei atrás desse carro, e fiquei chorando. Meu osso da cabeça estava todo esfacelado." Levado a um hospital, foi operado duas vezes. Perdeu 33% da massa encefálica. Os médicos lhe davam poucas chances de sobreviver. Um dia, levantou e voltou a ver e falar. Depois disso ficou conhecido como Milagre. Afastado do serviço, acabou reformado.

Atropelado. Milagre não teve a sorte do sargento Wagner Leite da Silva, que foi atropelado por um caminhão em cima da ponte de acesso à Rodovia Dutra, na Marginal do Tietê. Em 14 de março de 2013, ele e o policial Edivanil Bispo dos Santos vigiavam o local quando ouviram um barulho. Era um caminhão biarticulado subindo o viaduto. Parecia descontrolado. Silva subiu na mureta da ponte. Bispo correu.

"O caminhão bateu no lado da viatura, que levantou do chão. Ela veio raspando a mureta e bateu na minha perna. Não acreditei que estava caindo e abri os braços: 'Meu Deus, estou caindo'. De repente, já estava no chão." Silva caiu de 17 metros de altura, com a espingarda nas costas, em cima de entulhos. O caminhão prosseguiu até colher Bispo, que também foi atirado do alto da ponte.

Silva quebrou três costelas, o ombro, o pulso, o fêmur esquerdo, deslocou a bacia e torceu duas vértebras da coluna. Conseguiu ficar em pé em janeiro de 2014. Fazia fisioterapia e hidroginástica. Em 2015, voltou para a corporação. Hoje, trabalha no 27.ª Batalhão, na zona sul. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhar:

13° Policial Militar morto em Minas só em 2017

13° Policial Militar vítima de criminosos em Minas Gerais

Com o falecimento do Cabo Lucas Reis Rosa, na cidade de Pompeu, na madrugada do dia 5 de dezembro deste ano, os dois últimos policiais militares mortos, Cabo Lucas e Cabo Osias,  totalizam 15 servidores da segurança pública, sendo 13 policiais militares, um agente penitenciário e um delegado da polícia civil, sem falar do companheiro PM, Cabo Leonel,  ferido no distrito Morro do Ferro, localizado no município de Oliveira, na mesma madrugada, do dia 5/12.

As mortes desses policiais vêm sendo anunciadas por este Deputado, através da tribuna da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), pela Comissão de Segurança Pública, bem como pelas redes sociais, desde o final de 2015, quando percebemos os profundos cortes, no custeio e no investimento das duas polícias, civil e militar. Somente essas forças policiais são capazes de responder a altura esses ataques em nosso Estado.

Em dois anos, 2015 e 2016, o governo de Fernando Pimentel, do PT, cortou apenas da PMMG mais R$223 milhões de custeio e da PCMG mais de 60 milhões da rubrica investimento. Aliado a isso, vivemos a maior crise de efetivos das duas polícias em Minas, chegando ao absurdo da irresponsabilidade do Comando-Geral da PMMG escalar um policial sozinho em um destacamento policial. Rasgaram todos os manuais de policiamento que o próprio comando cobrou de sua tropa por quase dois séculos e meio de existência da corporação. Qual o propósito disso? Será que os aliados incondicionais do governador, agora réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no STJ, esqueceu seus próprios manuais? O Comandante Geral e o chefe do Estado-Maior da PM não sabem o que é supremacia de força? Onde estão os cadernos doutrinários da bissecular corporação de Tiradentes? Será que as promessas de contratar 12 mil policiais civis e militares pelo governador não podem ser cobradas por quem tem o dever de fiscalizar e exercer controle das promessas do Poder Executivo?  Tenho repetido inúmeras vezes que o Comando-Geral da PM passou a defender o governo de unhas e dentes em detrimento da tropa.

Outra denúncia é que o Comando da PMMG está colocando policiais sozinhos para fazerem a segurança de bancos bilionários, sendo alvos das quadrilhas no interior do Estado. Os policiais ainda tem que tirar “selfies” e enviar para o comandante. Chegamos ao cúmulo do absurdo!          

Nossos jovens policiais estão sendo vítimas de uma série de fatores, como omissão, conivência e a podridão política invisível aos olhos da tropa. Ouvi, na manhã do dia 5 de dezembro, um “Deputado Estadual” bradar dos microfones da ALMG que nossos policiais deviam cortar os criminosos no tiro. Também concordo e defendo, arduamente, essa postura de nossos profissionais de segurança pública. No entanto, um ou dois policiais militares sozinhos de madrugada vão conseguir confrontar com quadrilhas fortemente armadas? Com coletes vencidos, munições vencidas, armamento obsoleto e viaturas em péssimo estado de conservação?

Em Minas, nossos policiais sempre foram compromissados com a defesa da sociedade, sempre estiveram prontos para dar o melhor do seu trabalho, mas há dois componentes na ação de polícia que são fundamentais para o sucesso da ação: efetivo, que representa capacidade de resposta do aparelho policial e uma logística eficiente (armas, munições, coletes e viaturas). Hoje faltam esses dois componentes vitais para as estratégias policiais.

O pior ainda estar por vir, de forma traiçoeira em relação à tropa e combinada com o Comando-Geral da PM, o Presidente da Associação dos Oficiais foi a Rádio Itatiaia dizer que a culpa das mortes dos policiais militares em Minas era do Congresso Nacional e da Febraban. Depois de trair a classe nas mobilizações e reuniões, fazendo papel de X9 do comando e do Governo, agora não esconde mais sua traição. A tropa não é tola, sabe  muito bem de onde vem as ordens para serem escalados sozinhos de madrugada na porta dos bancos ou será que é a Febraban que está fazendo escala de um policial sozinho na porta dos bancos?

Nossos profissionais de segurança têm muito mais inimigos do que os olhos possam ver. Isso sem falar das entidades de classe que debandaram para o lado do governo e também dos deputados que ficam “caladinhos”. Depois de quase três anos de desgoverno do PT em Minas, eles fazem o jogo sujo, ficam fingindo cobrar do governo, mas nos bastidores sentam a mesa e negociam com o Comando-Geral da PM e com o Governo. Reafirmo que essa omissão tem um preço muito alto para nossos profissionais da segurança pública que estão na ponta da linha.

Por fim, faço novamente um apelo aos nossos policiais da ativa: venham! Juntem-se a nós!  Vamos lutar contra esse governo frio, maquiavélico, do PT! Vamos cobrar do Comando-Geral sua parcela de responsabilidade e mostrar a toda tropa quem são os falsos representantes. Vamos dar um basta neste abandono da segurança pública em Minas Gerais, mas para isso venha unir sua voz e sua indignação conosco! Vamos fazer o dia do BASTA!

Deputado Sargento Rodrigues

Compartilhar:
Proxima  → Página inicial

.

.

Seguidores

Google+ Blog da Renata

.

.

Popular Posts

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Pages - Menu